1. Microcosmo
Escuta: é meu coração batendo e batendo e batendo, cada vez mais forte, mais grave. Sonho com anjos e reparo que eles não possuem asas, nenhum mecanismo que os faça voar. São entregues a si mesmos como nós nos entregamos ao amor. E às vezes, como nós, eles não protegem, não seguram a barra e saem envergonhados, pela porta dos fundos. Aperto tua mão bem forte, como se fosse a única saída para a confluência dos lábios. E coloco tua cabeça sobre meu peito.

2: Sofia
Recolho minhas dúvidas sobre um chão perplexo. A humanidade inteira se ajoelha diante dos olhos de Sofia, mas minha única reação é observá-la, mais curioso que o céu diante de um vulcão. Lanço-me ao pânico e revejo todo o cenário: reflexos de carros antigos nos espelhos da cidade, pântano de gente apressada nas faixas de pedetres, programas insuportáveis na tevê e uma chuva tímida.
Eu pregado ao chão, de novo.

3.
olhos cheios de neblina não captam o sistema
de idéias portáteis – nem eu aplico
meu constrangimento diante do novo:

guardo segredo para alguém que virá
e escutará (em murmúrio) que as nuvens são tetos tácteis.

Anúncios